logo

Quando realizar a cirurgia de desvio de septo?

Quando realizar a cirurgia de desvio de septo?

O procedimento é indicado para pacientes com função respiratória comprometida. Saiba mais sobre a cirurgia de desvio de septo neste post! 

 

O que é desvio de septo? 

O desvio de septo é uma condição em que a parede vertical que divide as duas narinas não é reta. Cerca de 25% das pessoas no mundo todo possuem esse desvio em variados níveis de severidade. Ele é ocasionado por microtraumas nasais, traumatismos na face e fraturas nasais. Portanto, pode acontecer por diversas razões, como: 

 

▪ Variações durante a formação do septo ainda na vida intrauterina; 

▪ Problemas durante o trabalho de parto; 

▪ Acidentes vivenciados ao longo da vida; 

▪ Crescimento das estruturas do septo superior ao espaço disponível para as mesmas; 

▪ Processos inflamatórios, alérgicos crônicos ou infecciosos. 

 

Dessa maneira, cirurgia de desvio de septo é necessária somente quando há comprometimento das funções respiratórias. 

 

Sintomas  

Quando os graus do desvio não são altos, a condição é assintomática. Porém, em casos mais graves, há presença de secreções, sangramentos e rinossinusite crônica. Consequentemente, o(a) paciente apresenta dificuldade para respirar e para dormir. Por isso, são seus sintomas: 

 

▪ Respiração bucal; 

▪ Roncos; 

▪ Apneia do sono; 

▪ Dores de cabeça e na face; 

▪ Exaustão. 

 

Necessidade de cirurgia de desvio de septo 

O(a) otorrinolaringologista detecta o desvio de septo a partir do exame clínico, ou seja, no consultório. Em alguns casos, é solicitada a nasofibroscopia para avaliar a parte interna da cavidade nasal. 

Nas situações em que o desvio atrapalha a respiração ou há manifestação recorrente de sinusite, a cirurgia deve ser feita. Normalmente, o procedimento é recomendado após os 16 anos, quando o crescimento do septo está finalizado. Todavia, se uma criança estiver com graves problemas respiratórios decorrentes do desvio de septo, a cirurgia é indicada. 

 

Como é o procedimento? 

cirurgia de desvio de septo, também conhecida como septoplastia, é feita entre 60 e 120 minutos com a aplicação de anestesia geral.  

O(a) otorrinolaringologista realiza uma pequena incisão dentro do nariz para deslocar a mucosa localizada sobre a cartilagem e o osso do septo. Em seguida, ele(a) consegue remover as partes com desvio. Por fim, a mucosa é recolocada sobre o septo. Atualmente tem sido dada prioridade à videoendoscopia, o que exclui a necessidade de utilizar tampão nasal. 

Geralmente, o(a) paciente recebe alta no dia seguinte e passa por um pós-operatório sem manifestação de dor. É comum ocorrer sangramentos nos dois dias seguintes. Devido às obstruções feitas no nariz, é recomendado um repouso de duas semanas. 

 

Mudanças estéticas 

Uma vez que não há corte externo, já que a cirurgia é feita pelas narinas, não há presença de cicatriz. Além disso, o procedimento não proporciona mudanças estéticas. Portanto, caso o(a) paciente tenha o desejo de mudar o formato de seu nariz, a cirurgia de desvio de septo deve ser associada à rinoplastia. Nesse caso, é importante procurar um(a) otorrinolaringologista que também possua essa especialidade ou convidar um(a) cirurgião(ã) plástico(a) para o momento da intervenção. 

 

Agende uma consulta na Clínica Vittá e descubra se você necessita realizar a cirurgia de desvio de septo. 

 

Nossa equipe conta com excelentes otorrinolaringologistas e cirurgiões plásticos! 

Clique para Ligar
Agendamento Online