logo

Insônia: conheça as causas para combater o distúrbio - Clínica Vittá

Insônia: conheça as causas para combater o distúrbio - Clínica Vittá

transtorno compromete a qualidade de vida das pessoas afetadas e pode ser ocasionado por diversos fatores. Saiba mais sobre a insônia neste post! 

 

Insônia é o transtorno do sono que pode acontecer em três momentos diferentes: quando a pessoa se deita e não consegue dormir; no meio da noite; ao final do período de sono. Ademais, a insônia pode ser frequente ou aparecer esporadicamente. 

 

SONO REPARADOR 

Para que o ser humano tenha qualidade de vida, deve dormir sem intercorrências por 7 ou 8 horas todas as noites. Contudo, de acordo com a Associação Brasileira do Sono (ABS), mais de 70 milhões de brasileiros são diagnosticados com insônia, o que pode gerar danos à saúde física e mental, caso o distúrbio não seja tratado.  

 

O QUE PROVOCA A INSÔNIA? 

O quadro, quando frequente, pode estar associado a um período de estresse vivenciado pelo(a) paciente. Dessa maneira, a ansiedade se constitui como um fator para a ocorrência do problema.  

Por outro lado, a pessoa pode apresentar hábitos negativos como dormir perante a televisão, realizar exercícios físicos de alta intensidade logo antes de ir para a cama, consumir alimentos inadequados e adormecer em horários diferentes diariamente. Sem dúvida, todos esses comportamentos provocam a insônia. 

Ao mesmo tempo, acumulações emocionais ao longo do dia, depressão, alterações hormonais, uso contínuo de medicamentos para dormir, fibromialgia e o envelhecimento também ocasionam o distúrbio do sono.  

 

COMO EVITAR? 

Primeiramente, é necessário dispersar os pensamentos negativos relacionados ao sono. Só para ilustrar, muitas pessoas associam a noite anterior a um acontecimento importante com a impossibilidade de ter um descanso completo. Tal percepção provoca tensão corporal e pensamentos ansiosos que culminam na insônia. 

Em seguida, o(a) paciente deve observar se a sua alimentação interfere na qualidade do sono. Por exemplo, o consumo de cafeína, nicotina, bebidas alcoólicas e jantares pesados podem prejudicar o tratamento da insônia. 

Ademais, o quarto deve ser um local destinado ao sono. Portanto, é interessante trabalhar, estudar, utilizar o celular e se alimentar fora desse ambiente. Se possível, também é recomendável evitar a incidência de luzes e barulhos excessivos no local. 

 

TRATAMENTO 

Uma vez que a insônia pode estar associada a doenças como fibromialgia, câncer, artrite e insuficiência cardíaca, o tratamento pode ser associado ao desses quadros.  

Porém, caso não apresente uma doença que possa levar à insônia, a pessoa deve procurar a ajuda de neurologistas e psiquiatras ao perceber os seguintes sinais: 

 

▪ Irritabilidade; 

▪ Ansiedade e depressão; 

▪ Incômodos gastrointestinais; 

▪ Dificuldade de concentração e problemas relacionados à memória; 

▪ Perda de sono durante a noite; 

▪ Dificuldade para dormir. 

 

Além disso, é importante observar se foi desenvolvida uma preocupação excessiva em relação ao sono. Por exemplo, quem sofre com a insônia, devido ao trauma, antecipa o problema antes mesmo de se deitar. 

Ao procurar ajuda médica, a anamnese e os exames físicos e de sangue poderão ser solicitados para identificar as causas do transtorno.  

Além da mudança de hábitos que podem estar comprometendo a qualidade do sono, é possível que sejam receitados medicamentos como DiazepamCloxazolam e Maracugina. Porém, o(a) paciente jamais pode se automedicar, ainda em casos esporádicos de insônia. 

 

Conte com os neurologistas psiquiatras da Clínica Vittá para diagnosticar as causas de sua insônia. 

 

Nossas consultas são acessíveis e podem ser agendadas sem sair de casa! 

Agendamento Online
Clique para Ligar