logo

Como tratar a obesidade infantil?

Como tratar a obesidade infantil?

Classificada como uma epidemia mundial, a doença atrapalha o desenvolvimento físico das crianças. Saiba mais sobre a obesidade infantil neste post! 

 

O que é a obesidade infantil? 

obesidade infantil é uma doença crônica classificada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como uma epidemia mundial. O quadro acontece quando a criança apresenta um peso maior do que o adequado para a sua idade e altura. Ademais, o distúrbio pode ser associado a fatores comportamentais, genéticos e ambientais. 

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), uma em cada três crianças com idade entre cinco e nove anos estão acima do peso. Consequentemente, a obesidade infantil é um problema de saúde pública. Além de ser preocupante por afetar o desenvolvimento da criança, como a formação do esqueleto, a doença pode gerar consequências para a vida adulta. Por isso, ainda que ela seja revertida antes dos 13 anos, é possível o surgimento futuro de outros problemas associados à obesidade infantil. São as principais doenças decorrentes desse quadro: diabetes, hipertensão e colesterol. 

 

O que causa a obesidade infantil? 

Sem dúvida, a alimentação rica em gorduras e açúcares é uma das principais causas da obesidade infantil. Afinal, as crianças têm sido submetidas com alta frequência a alimentos industrializados.  

Ademais, o mau comportamento alimentar é, muitas vezes, acompanhado pelo sedentarismo, o qual também é um motivo preponderante para o desenvolvimento do problema. Ao contrário do que acontecia antigamente, as crianças passam mais tempo sentadas assistindo à televisão, jogando videogames e brincando em smartphones e computadores. Ou seja, uma vez que correr, pular e brincar ao ar livre são atividades cada vez mais incomuns, há um gasto calórico menor do que o necessário para a quantidade de calorias ingeridas. 

Também são fatores de risco para a manifestação da obesidade infantil: 

 

▪ Ser filho(a) de pessoas obesas (fator genético); 

▪ Variações hormonais; 

▪ Ansiedade; 

▪ Depressão; 

▪ Uso de medicamentos à base de corticoides. 

 

Inclusive, a obesidade infantil pode desencadear transtornos psicológicos, principalmente quando os pacientes são expostos ao bullying.  

 

Como tratar a doença? 

Inegavelmente, o tratamento da obesidade infantil deve possuir caráter multidisciplinar. Portanto, é importante aliar médicos especialistas em Pediatria, NutrologiaNutrição e Endocrinologia.  

A mudança no estilo de vida é indispensável para o sucesso do tratamento. Isso inclui: 

 

▪ Prática de atividades físicas para queima de calorias, fortalecimento dos ossos e músculos, bem como para melhora do humor e da qualidade do sono; 

▪ Evitar refeições fora de casa; 

▪ Substituição de alimentos refinados por suas versões integrais; 

▪ Ingestão de frutas, verduras e legumes; 

▪ Evitar o consumo de alimentos industrializados, como bolachas e refrigerantes; 

▪ Seguir as porções indicadas pelos especialistas. 

 

O uso de medicamentos é indicado somente em casos mais graves. Só para ilustrar, crianças e adolescentes que necessitam de tratamento para o colesterol alto e a diabetes devem combinar o tratamento medicamentoso com a prática de exercícios físicos e alimentação saudável. 

Ao mesmo tempo, a cirurgia bariátrica é recomendada apenas para adolescentes. Todavia, ela não se constitui como uma garantia para a cura da obesidade infantil, uma vez que a perda de peso através de dieta alimentar e exercícios é insubstituível. 

 

Clínica Vittá conta com todos os profissionais necessários para o tratamento da obesidade infantil. Em apenas um lugar, a criança pode se consultar com nutricionistasnutrólogosendocrinologistas pediatras, assim como realizar os exames necessários para diagnóstico e acompanhamento da doença. 

 

Clique aqui para agendar um horário! 

Agendamento Online
Clique para Ligar